sábado, 23 de agosto de 2014

1ª Formação Continuada para Profs. de Educação de Jovens e Adultos (EJA)

       Na noite desta sexta-feira (22), a Coordenadora Pedagógica da educação na modalidade EJA, professora Valdirene dos Santos de Brito esteve reunida no Hotel Foz do Iguaçu a partir das 19h30min com as professoras que atuam com esse público.

       A Educação de Jovens e Adultos, popularmente chamada de EJA é uma modalidade específica da educação básica que se destina à inclusão escolar de um público que, por motivos diversos, foi excluído da educação durante sua infância ou adolescência. Essa modalidade de ensino não se define pelo turno que é ofertada, mas pela sua configuração com vistas a atender as especificidades dos sujeitos que pretende abranger.

       Durante a formação, que contou com a presença de 100% das professoras da EJA, Valdirene discorreu com as professoras sobre questões envolvendo a identidade do aluno e do professor da EJA.

       As professoras presentes foram divididas em dois grupos para uma dinâmica onde o objetivo seria apor em dois quadros, um contendo uma figura representando um aluno da EJA e outro contendo uma representação de uma professora dessa modalidade, palavras que expressassem os adjetivos que definissem cada um deles.

       Nesta 1ª Formação Continuada, Valdirene frisou para as professoras presentes a importância do trabalho por elas realizado, bem como da grande responsabilidade que lhes pesa sobre os ombros, dada as especificidades desse público específico, para quem a professora é uma referência de valores e conduta.

       Utilizando as palavras da própria Coordenadora:

A concepção de mundo de uma pessoa que regressa aos estudos na idade adulta, muitas vezes após anos afastados da escola ou mesmo daquele adulto que está começando agora sua trajetória escolar, é bem peculiar. São pessoas que já formaram uma visão de mundo pelas experiências vividas e que têm suas crenças e valores já constituídos. Além disso, os alunos jovens e adultos, ao contrário das demais modalidades de ensino, são tipos humanos diversos, com seus traços de vida, origens, idades, vivências profissionais, históricos escolares, ritmos e estruturas de aprendizagem diferenciadas. Vivem no mundo adulto do trabalho, têm responsabilidades sociais e familiares e formaram seus valores éticos e morais a partir da experiência e do ambiente da realidade cultural em que estão inseridos. Neste contexto, o professor da EJA deve estar preparado para lidar e agrupar essas diversas experiências trazidas pelo educando e usá-las a seu favor, transformando-as em conhecimento significativo para o educando no processo de ensino aprendizagem”.

      Durante este encontro as professoras puderam compartilhar suas experiências vividas em diversos contextos com seus alunos, tornando assim o momento muito descontraído e agradável.